Como economizar no plano de celular

Para você que não aguenta mais surpresas no fim do mês com seu plano de celular, saiba que há sim algumas formas de economizar.

Você acha que está gastando demais com ligações? Internet móvel? Veja abaixo algumas dicas de como economizar com seu plano de celular.

Entenda o seu consumo com a segunda via Oi

Essa dica vale tanto para quem possui um plano da operadora OI como de qualquer outra, já que entender o seu consumo e ver com que você anda gastando, é o primeiro passo para economizar com seu plano de celular.

Revise atenciosamente sua segunda via Oi dos últimos meses e verifique qual foi seu gasto médio com ligações para outras operadoras e consumo de internet.

Também, verifique quais são seus gastos extras ou excedentes que você está pagando com frequência, se você compra pacotes adicionais de internet ou se está pagando minutos excedentes de ligações, por exemplo.

Escolha o plano que melhor atenda as suas necessidades

A maioria das pessoas não possui o hábito de checar as opções de planos disponíveis de sua operadora.

Se este é o seu caso, saiba que você pode estar deixando de economizar, pois uma simples pesquisada, e conhecendo mais sobre os planos e as soluções que ele oferece a você, possibilita que você escolha aquele que atenda melhor suas necessidades.

Fique atento as promoções

Por conta da concorrência, as operadoras oferecem inúmeras ofertas, e certamente sempre haverá alguma que se encaixe com as suas necessidades.

Caso sua operadora não ofereça promoções, repense, você tem todo o direito de fazer uma portabilidade para uma operadora que oferece mais vantagens.

Evite o desnecessário

Hoje em dia, as operadoras possuem o hábito de oferecer inúmeras promoções, seguros, planos adicionais, GBs de internet extras e afins.

Mas, não contrate nada do que você não precise, pois no final do mês você acabara pagando a mais por isso.

Escolha um plano que limite os custos

Agora, se você é daqueles que não consegue seguir a dica acima,  escolha sempre planos que limite seus gastos.

Esses planos em geral são denominados como “Plano Controle” e não possibilitam que o usuário exceda o consumo de um valor já pré estipulado e não seja surpreendido no fim do mês com uma alta fatura de celular.

Use sempre o Wi-fi

Hoje em dia, quase todos os smartphones possuem acesso à internet, de tal modo que precisamos desse serviço para praticamente tudo em nosso celular.

Seja para receber ou mandar um e-mail importante, ler uma mensagem do trabalho ou enviar em caso de uma emergência, a internet é sempre usada.

Por isso, que se na hora da necessidade, o pacote de internet estiver esgotado, é comum que gastemos mais para renová-lo.

Para evitar que isso, economize seus dados o máximo que der para não ficar sem internet quando você mais precisar, e prefira acessar páginas que consomem muita internet, apenas quando estiver com acesso ao Wi-fi ligado.

Viu como é possível economizar com seu plano de celular, basta seguir essas dicas e ver a diferença no final do mês.

Posted on

Sexo durante o casamento

O sexo definitivamente não precisa ficar entediante em um casamento de longo prazo. Com o passar dos anos, sua vida sexual deve melhorar.

Mas sabemos que a vida pode atrapalhar. Tarefas, filhos, finanças e assim por diante podem acabar com o romance.

Essas coisas cotidianas podem interferir tanto em nosso desejo quanto em encontrar tempo para colocar em nossa vida sexual.

Você não quer colocar o sexo por último na lista. Alguns de vocês podem precisar de alguma ajuda para descobrir como priorizar o sexo e mantê-lo excitante.

Mantenha seu casamento e vida sexual saudáveis ​​e fortes

A comunicação é a chave para uma vida sexual saudável e ativa em um relacionamento conjugal, então fale mais um com o outro!

Conversar sobre coisas superficiais pode ser divertido, mas lembre-se de ir mais fundo para realmente estabelecer intimidade.

Certifique-se de falar sobre seus pensamentos e sentimentos mais íntimos. Faça com tanta frequência!

Compartilhe um com o outro seus desejos sexuais. Seja aberto e honesto sobre o que você quer.

Você não precisa usar esse tempo para criticar seu parceiro. Apenas diga o que você quer mais no quarto e o que faz você se sentir bem.

Conversem uns com os outros sobre suas expectativas em relação ao ato sexual.

As expectativas falsas ou não atendidas podem prejudicar seu casamento.

Se as suas expectativas não estão sendo atendidas pelo seu cônjuge, comunique isso com tato e sensibilidade.

A intimidade sexual é um processo contínuo de descoberta. A verdadeira intimidade através da comunicação é o que torna o sexo ótimo.

O sexo em um relacionamento duradouro pode aprofundar e tornar-se uma experiência mais rica.

Não importa quantas vezes você tenha feito amor um com o outro, a maravilha e a admiração da atração mútua ainda podem estar presentes.

Quando a vida fica agitada e os horários são agitados, planeje encontros sexuais um com o outro.

Algumas pessoas podem achar isso indesejável, mas tudo depende de como você o vê.

Você pode fazer isso tão excitante quanto o sexo espontâneo. Flertar durante o dia ou especificar uma “data para sexo” pode gerar expectativa.

Para fazer do sexo uma de suas principais prioridades, pode ser necessário agendar.

Tente definir o humor antecipadamente. Se você quer ter um bom sexo à noite, comece as preliminares de manhã.

Deixe seu cônjuge saber que você se importa e está pensando nele durante todo o dia por meio de anotações, e-mails, mensagens de texto, telefonemas, abraços, etc.

Não espere que o seu cônjuge seja o único no seu casamento quem é responsável pelo romance.

Vocês dois precisam assumir a responsabilidade de ter um casamento íntimo e bem-sucedido.

Segure as mãos e mostre carinho com mais frequência. As mulheres particularmente precisam se sentir amadas e conectadas para ter o desejo de sexo.

Arranje tempo para encontros e outras atividades novas juntos. Esteja aberto para experimentar coisas novas!

Algumas dicas extras

Ser ranzinza ou ignorar seu cônjuge durante todo o dia prejudica suas chances de ter uma experiência positiva de fazer amor naquela noite.

Lembre-se de que o sexo não será perfeito a cada vez. Não compare a sua vida sexual com a que vê nos filmes ou na televisão.

Reconheça que a abstinência de vez em quando pode ser benéfica para o seu relacionamento se você começar a desejar mais um ao outro. É sobre a qualidade antes da quantidade!

Cuide bem de você. Não se deixe ir ou deixe de gerenciar sua saúde ou aparência física.

O que o seu casamento precisa para ter uma vida sexual saudável

  • Comunicação produtiva e significativa
  • Amor um pelo outro
  • Atração física
  • Disposição para dar tempo um ao outro
  • Data de noites, diversão e diversão
  • Power Blue como tomar
  • Aceitação das falhas e peculiaridades de cada um

Posted on

Mídias Sociais

Andreas Kaplan e Michael Haenlein definem mídias sociais como “um grupo de aplicações para Internet construídas com base nos fundamentos ideológicos e tecnológicos da Web 2.0, e que permitem a criação e troca de Conteúdo Gerado pelo Utilizador (UCG)”. Mídias sociais podem ter diferentes formatos como blogs, compartilhamento de fotos, videologs, scrapbooks, e-mail, mensagens instantâneas, compartilhamento de músicas, crowdsourcing, VoIP, entre outros.

São exemplos de aplicações de mídia social: Blogs (publicações editoriais independentes), Google Groups (referências, redes sociais), Wikipedia (referência), MySpace (rede social), Facebook (rede social), Last.fm (rede social e compartilhamento de música), YouTube (rede social e compartilhamento de vídeo), Second Life (realidade virtual), Flickr (rede social e compartilhamento de fotos), Twitter (rede social e Microblogging), Wikis (compartilhamento de conhecimento) e inúmeros outros serviços.

As duas primeiras grandes redes sociais da internet, antes mesmo de serem conhecidas como tais, foram os fóruns e os grupos de e-mail, utilizados para unir pessoas com interesses comuns, muito antes do surgimento das redes antes citadas.

Muitos destes serviços de redes sociais podem ser integrados via agregadores de redes sociais, como Mybloglog e Plaxo.

Diferenciação das mídias tradicionais

As mídias sociais têm várias características que as diferem fundamentalmente das mídias tradicionais, como jornais, televisão, livros ou rádio. Antes de tudo, as mídias sociais dependem da interação entre pessoas, porque a discussão e a integração entre elas constroem conteúdo compartilhado, usando a tecnologia e multimídia como condutor.

Mídias sociais não são finitas: não existe um número determinado de páginas ou horas. A audiência pode participar de uma mídia social comentando ou até editando as histórias. O conteúdo de uma mídia social, em texto, gráficos, fotos, áudio ou vídeos podem ser misturados. Outros usuários podem criar mashups e serem avisados de atualizações através de agregadores de feed.

Mídia social significa um amplo aspecto de tópicos, com diversas conotações. No contexto de marketing de internet, mídias sociais se referem a grupos com diversas propriedades, sempre formados e alimentados pelos usuários, como fóruns, blogs, sites de compartilhamento de vídeos e sites de relacionamentos. Otimização das Mídias Sociais (SMO) é o processo de distribuir melhor, entre várias redes e mídias sociais, o conteúdo criado pelo público.

As mídias sociais têm dois aspectos importantes. O primeiro, SMO, refere-se às características que podem ser melhoradas em uma página, táticas que um webmaster pode aplicar para otimizar um site para a era da mídia social. Essas otimizações incluem adicionar ligações para serviços como Digg, Reddit e Del.icio.us, para que as páginas possam ser facilmente salvas e compartilhadas. Marketing de mídias sociais, por outro lado, engloba criação de conteúdo memorável, único e com potencial para virar notícia. Este conteúdo pode então ser espalhado através de sua popularização, ou até pela criação e veiculação de vídeos “virais” no YouTube, por exemplo.

Mídia social é sobre ser social, e isso quer dizer se relacionar e se envolver com outros blogs, fóruns e comunidades de nicho.

Pesquisadores brasileiros, como o professor Marcelo Coutinho, da Fundação Getúlio Vargas, desenvolveram visões bem próprias sobre o poder das mídias sociais. No capítulo do livro Do Broadcast ao Socialcast, editado pela consultoria Bites, Coutinho traça um paralelo entre a nova mídia e a sua versão clássica. O livro está disponível para download gratuito. Outro grande pensador dessa nova forma de relacionamento é o professor Silvio Meira, que entende que a sociedade tem hoje à disposição um instrumento revolucionário que pode alterar não apenas as relações sociais, mas a visão empresarial de algumas marcas de como elas devem se relacionar com os seus consumidores.

O poder das mídias sociais

Novas ferramentas de mídia social vêm surgindo e se estabelecendo, passando por mutações evolutivas naturais – vide os blogs, que nasceram apenas como diários virtuais e tiveram sua natureza diversificada com o tempo, a ponto de se tornarem, inclusive, instrumentos de efetiva geração de negócios, por exemplo.

Isto significa uma grande mudança na estrutura de poder social, pois a possibilidade de gerar conteúdos e influenciar pessoas e decisões, deixa de ser exclusividade dos grande grupos capitalizados, para se tornar comum a qualquer pessoa. Além disso, a redução do custo de publicação a quase zero possibilita a produção de conteúdos muito específicos também para pequenos públicos – que antes não justificavam a equação econômica.

Liberdade de comunicação interativa, combinada à facilidade de uso das ferramentas para fazê-lo e a uma arquitetura participativa em redes, forma a base da receita para que as plataformas de mídias sociais possam ser classificadas como uma das mais influentes formas de mídia até hoje criada. Na versão interativa da web, é possível fazer muito mais com muito menos e isso é muito poderoso.

Consequentemente, com o avanço das tecnologias e o acesso facilitado com a inclusão digital, sendo a bandeira levantada, pelas instituições governamentais e não governamentais, geram uma ferramenta que pode ser utilizada como massificação das informações ou conteúdos de interesses comuns e desta forma inserir informações capazes de direcionar ou criar caminhos para um determinado conceito ou pensamentos (Schwingel, 2012). Para contextualizar podemos nos direcionar ao pensamento de Schwingel (2012, p.07) ao dizer que “um dos diferenciais das tecnologias digitais em rede é a livre publicação, com que se denomina de “liberação do polo de emissão”, ou seja, na internet, qualquer pessoa pode publicar conteúdos, contanto que tenha acesso ao um computador em condições de estar na rede”.

Classificação das Mídias Sociais

As tecnologias de mídias sociais podem apresentar diferentes formas que incluem blogs, redes de negócios, redes sociais empresariais, fórums, microblogs, compartilhamento de fotos, avaliações de produtos e serviços, social bookmarking, social gaming, redes sociais, compartilhamento de vídeos e mundos virtuais.

“Os blogs e microblogs são mídias sociais por não terem um controle centralizado […]”.”Tudo que se refere a compartilhamento e produção coletiva de conteúdo é mídia social”.

Schwingel 2012

Kietzmann et al. apresentam um Hexagonal das Mídias Sociais que define como as mídias sociais diferem de acordo com o foco colocado em um ou todos os sete blocos propostos: identidade, conversa, compartilhamento, presença, relacionamentos, reputação, e grupos.

Comunicação

Blogs: Blogger, WordPress, Tumblr;
Microblogs: Twitter, Pownce, Snapchat;
Redes sociais: Orkut, Facebook, LinkedIn, MySpace, Google+, WhatsApp;
Eventos: Upcoming, Lista Amiga.

Multimídia

“Multimídia é uma noção já intuitiva da cultura contemporânea. Quando pensamos em texto, áudio, fotos, vídeos e ilustrações em um determinado suporte, logo nos vem a mente “multimídia”.” (Schwingel 2012, p.14). A multimídia já faz parte de nosso cotidiano, estamos em contato com ela diariamente, hoje todos tem acesso a internet portanto facilita a integração de culturas.

Schwingel, 2012

Entretenimento

Mundos virtuais: Second Life, Imvu
Jogos online: Counter-Strike, League Of Legends, World of Warcraft
Compartilhamento de jogos: Miniclip.com

Colaborativas

Já as mídias sociais colaborativas são aquelas nas quais os usuários colaboram diretamente uns com os outros podendo acertar a produção de um novo conteúdo em conjunto.

Wikis: Wikipedia
Social bookmarking / Agregadores de sites: Del.icio.us and StumbleUpon
Social News ou crowdsourcing: Digg, Reddit, EuCurti, Rec6
Sites de opiniões: Epinions

Posted on